quarta-feira, 30 de maio de 2018

Água: O investimento do século? Parte I




Recentemente  em Brasília foi realizado o Fórum Mundial de Água, entre as muitas discussões estava a pauta da segurança hídrica mundial e a nacional. Ao ouvir e analisar os principais temas lá discutidos, algumas indagações vieram a minha mente. 

Principalmente motivada por textos que li no site da Nasdaq (Invest in Water Before is to late) e no blog The Big Picture do jornalista norte-americano Barry Ritholtz (5.7 bilion people to run short of drinking water by 2050) decidi também incitar a discussão sobre o assunto aqui, abordando números nacionais e mundiais no contexto do mercado de ações brasileiro e norte-americano.

Por que comparar o mercado de ações de países tão diferentes? Estes são os mercados que essa humilde autora tem mais conhecimento. Gostaria muito de fazer uma análise mais ampla, principalmente utilizando os dados de mercados asiáticos relacionados a China e o Japão por suas características geopolíticas e econômicas. Contudo, como a maior parte das informações sobre as empresas e estatísticas estão em mandarim ou japonês, para mim é uma missão impossível fazer uma análise realística desses dados. 

Sem mais demora, aqui descrevo um guia do que se tratarão esses artigos:

1. Introdução
2. Distribuição e consumo mundial de água
3. Projeções de consumo
4. Balanço Hídrico brasileiro
5. Empresas brasileiras de água e saneamento listadas na bolsa
6. Dados fundamentalistas das empresas brasileiras
7. Empresas norte-americanas listadas na NASDAQ
8. Dados Fundamentalistas das empresas norte-americanas
9. Comparações de crescimento do setor Brasil x EUA
10. Conclusão

1. Introdução

Que a água é essencial para o desenvolvimento humano, ninguém nega. Apesar do nosso grande planeta se chamar "Terra" é notória a quantidade de água que nos circunda na formação dos oceanos. Cerca de 70% da superfície terrestre é composta por água, contudo uma pequena parte dessa água é potável. 

O recurso é distribuído de forma desigual entre os países, no entanto muitas pesquisas apontam para uma carência mundial de água potável a longo prazo. Esse cenário, caso se confirme, pode alterar profundamente as relações do mercado geopolítico e financeiro, fazendo com que esse ativo seja o ator principal nos investimentos ao decorrer do tempo.

2. Distribuição e consumo mundial de água


 Antes da abordar a questão mercadológica é importante entender como a escassez de água atinge os diversos países. Hoje, notadamente, os países pobres são os que mais sofrem com a escassez de água. Além de geograficamente desfavorecidos os mesmos não possuem a tecnologia necessária para suprir as suas necessidades hídricas.
A tecnologia de tratamento e captação de água tem uma importância tão grande nessa equação relacionada a escassez de água, que Israel, um país localizado em um ambiente desértico, é um dos maiores exportadores de produtos hortícolas e frutícolas.

Resultado de imagem para Distribuição mundial de água
Mapa demonstrando a escassez de água por país

O mapa abaixo demonstra que o consumo de água é desigual. Um pequeno conjunto de países compreendidos pela América do Norte e alguns países do oeste Asiático possuem os habitantes que mais consomem água no mundo. O consumo está relacionado diretamente ao estilo de vida e os Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) ou ao crescimento industrial e agropecuário, atividades altamente dependente de água.

Consumo de água por habitante - FAO 2015

3. Projeções de Consumo






A ONU durante o Fórum Mundial de Água lançou um alerta sobre a possibilidade de que até 2050 cerca de 5,7 bilhões de pessoas sofram com a escassez de água.

4. Balanço Hídrico Brasileiro

Segundo a Agência Nacional de Águas (ANA), o balanço hídrico brasileiro - o balanço entre a oferta e a demanda de recursos hídricos - ao ser analisado qualitativamente e quantitativamente, revela que as regiões onde moram a maior parte da população sofre com a disponibilidade de água potável. Os motivos da baixa qualidade de água está geralmente relacionado com a poluição de mananciais.

Imagem relacionada

5. Empresas brasileiras de água e saneamento listadas na bolsa

De acordo com a própria BM&FBOVESPA na categoria de água e saneamento podem ser encontradas as seguintes empresas:


Existe uma tendência a acreditar que o setor ganhe força ao longo dos anos. Em um panorama internacional é possível crer que as empresas ligadas na tecnologia de extração e purificação de água ganhem destaque no mercado. Enquanto no Brasil as empresas de saneamento - devido a alta poluição de mananciais- ganhem cada vez mais importância, que pode ou não estar associada com o crescimento dessas empresas e consequentemente valorização de seu capital.


No próximo artigo irei detalhar os seguintes aspectos:

6. Dados fundamentalistas das empresas brasileiras
7. Empresas norte-americanas listadas na NASDAQ
8. Dados Fundamentalistas das empresas norte-americanas
9. Comparações de crescimento do setor Brasil x EUA
10. Conclusão

Aos que leram tudo até aqui, serei grata se deixaram seus comentários sobre o assunto. 

Até mais

;)

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2014 A Dona da Grana | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top